JASON BOURNE

JASON BOURNE

JULIETA

JULIETA

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Estreias do dia 10 de fevereiro de 2012

O ARTISTA


  
    Sinopse: O filme se passa na Hollywood de 1927 e conta a história do astro George Valentim que , enquanto se preocupa com o futuro da sua carreia com a chegada do cinema falado, se apaixona por Peppy Miller, uma artista em ascendência.   


    Crítica:   O  filme de  Michel Hazanavicius é uma declaração de amor ao cinema. O filme fala do período de transição do cinema mudo para o cinema falado. A história resume as várias histórias ocorridas com muitos astros da época nessa transição do cinema. É impressionante a interpretação do ator francês Jean Dujardin que está perfeito como ator de cinema mudo e mostra várias referências desse período. Uma fotografia, figurino, trilha sonora e direção de arte tão deslumbrantes, que o filme está concorrendo à oito estatuetas na festa do Oscar dia 26 de fevereiro. As categorias são: Melhor Filme, Melhor Ator Jean Dujardin, Melhor atriz coadjuvante Bérénice Bejo, Melhor Roteiro Original, Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia e Melhor Figurino. Esse filme é um brinde ao bom gosto e mostra que é possível fazer bons filmes com poucos recursos. Nos Estados Unidos não fez sucesso de bilheteria até pela falta de entendimento da importância desse filme. Hanazavicius mostra uma parte importante da história do cinema e como é possível entender como funciona o processo de mudança e como isso afetou o cinema. Ao contrário dos Estados Unidos, O Brasil demonstra interesse pelo filme. Acredito que terá o mesmo destino do filme de Woody Allen, Meia Noite em Paris que lotou os cinemas.
·      
      Ficha Técnica:   
      
       Título Original: The Artist
       Título no Brasil: O Artista
       Gênero: Comédia Romântica
       Duração: 1h40m
       Ano de Lançamento:2012
  Estúdio: La Petite reiner/La Class Américaine/UFilm/JD Prod/ France3Cinéma/                              Studio 37.
       Distribuidora: Warner Bros (França) / Paris Filmes (Brasil).
       Direção: Michel Hazanavicius
       Roteiro: Michel Hazanavicius
       Elenco: Jean Dujardin, Bérénce Bejo, John Goodman, Penelope Ann Miller
       Produção:Thomas langmann e Emmanuel Montamat. 
       Música: Ludovic Bource.
       Fotografia: Guillaume schiffman
       Direção de Arte: Gregory S. Hooper
       Figurino: Mark Bridges.
       Edição: Ann Sofie Bion
           



















                                                     O Despertar





    
   
    Sinopse:   Pouco após a primeira guerra mundial, assombrada pela morte do seu noivo, Florence Cathcart (Rebecca Hall) resolveu dedicar sua vida a investigar supostos casos paranormais, usando a lógica para explicá-los. Ela aceita a proposta para desvendar o mistério do fantasma de uma garoto que foi encontrado morto que  assombra o local e assusta os meninos de um internato. Logo Florence vai buscar explicações científicas que expliquem o fenômeno só que suas descobertas colocam em dúvida tudo o que acreditava. 

   Crítica: Esse suspense sobre fantasmas, é bem ao estilo de "Sexto Sentido" e "Os Outros". O filme tem uma bela fotografia e uma direção de arte bem cuidada. A atriz Rebecca Hall que interpreta a cética Florence Cathcart, uma especialista em desvendar fenômenos paranormais, faz um belo trabalho com as nuances que o personagem pede entre o cetismo, o medo e a motivação da busca.   Outra interpretação que chama a atenção é da atriz Imelda Stauntun que tem grande importância na história. As movimentações de câmera são tradicionais dos filmes do gênero e os sustos são mais comedidos, já que a intenção do filme não é assustar e sim gerar a expectativa que prende a atenção e a respiração do espectador. É um bom filme e vai agradar quem gosta do gênero. O final é surpreendente. 


Ficha Técnica:


Título Original: Awakenning
Título no Brasil: O Despertar
Gênero: Supense/ Terror
Duração: 1h47m
Ano de Lançamento: 2012
Site Oficial:http://www.bbc.co.uk/bbcfilms/film/the_awakening
Estúdio: BBC Filmes/StudioCanal/Creative Scotland/Origens Pictures/ Lipsync Prodution/ Scotsh Screen/ Eagle Pictures.
Distribuidora:Playarte (brasil)
Direção: Nicky Murphy
Elenco: Rebecca Hall, Domenic West, Imelda Stauntum, Isaac Hampstead Wrigth e Lucy Cohu.
Roteiro: Sthepen Volk e Niki Murph.
Produção:Sara Curtis, Julia Stannard e David M. Thompson.
Música:Daniel Pemberton
Fotografia:Eduard Grau
Direção de Arte: Fiona Gavin e Nikki McCallum
Figurino: Caroline Harris
Edição: Victoria Boydell
Efeitos Especiais: Lip Sync Post


·        




    Star Wars 3D
            
C  


S   Sinopse:  Quando a maquiavélica Federação Comercial planeja invadir o pacífico planeta de Naboo, o guerreiro Jedi Qui-Gon Jinn (Liam Neeson) e seu aprendiz Obi Owan Bem Kenobi (Ewan McGregor) embarcam em uma aventura para salvar o planeta. Viajam com eles a jovem rainha Amigdala (Natlie Portman) , que é visada pela Federação para assinar um tratado político. Em uma deseperada fuga, eles vão parar em Tatooine, onde conhecem o jovem Anakin Skywalker. Eles tem que derrotar o lord Sith Darth Maud. E começam então a jornada para ensinar ao jovem skywalker o treinamento Jedi. O que não era previsto que o doce menino virá a se tornar Darth Vader.

                                                    
     Crítica: O filme  é conhecido de todos e está embarcando na  leva de filmes que fizeram sucesso nos cinemas e agora ganham a roupagem em 3D.  Vale lembrar, que o filme que é pensado e realizado nesse formato, tem uma qualidade de efeitos superior ao filme em 2D transformado em 3D. Os efeitos em 3D não são nada demais, mas até ficou interessante pelo ponto de vista que esse filme não tinha sido pensado para esse formato. Há esperança que os efeitos possam melhorar nos próximos. Os duelos com os sabres poderiam ser mais aproveitados nos efeitos. Vale lembrar que independente dos efeitos, o filme tem sua importância e faz parte de uma das sagas de maior sucesso nos cinemas do mundo todo. Tem muita gente que não assistiu esse filme no cinema porque o filme foi lançado em 1999. Aconselho assistir em 3D nas salas IMAX para aproveitar melhor os efeitos. 



Ficha Técnica:


Título Original: Star Wars - Episody 1 - The Phanton Manece.
Título no Brasil:Star Wars - Episódio 1 - Ameaça Fantasma
Gênero: Aventura / Ficção Científica
Duração: 2h 11m
Ano de Lançamento: 2012 ( Original em 2D - 1999)
Site Oficial:http://www.starwars.com/episode-i
Estúdio: Lucas Films Ltda.
Distribuidora: 20 th Century Fox Film Corporation
Direção: George Lucas
Elenco: Ewan Mcgregor, Liam Neeson, Natalie Portman, Christhoper Lee, 
Roteiro: George Lucas
Produção: Ricky McCallum
Música: John Williams
Fotografia: David tattersal
Direção de Arte: Phill Harvey, Fred Hole, John King, Rod Mclean, e Ben Scott
Figurino: Trisha Biggar
Edição: Ben Burtt e Paul Martin Smith
Efeitos Especiais: Industrial Light Image.






   















FIC







                             Cada Um Tem a Gêmea que Merece 

     Sinopse: Jack ( Adam Sandler) mora em Los Angelescom sua esposa Erin (Katie Holmes) e os filhos. Pacato homem de família e publicitário de sucesso, sua vida só muda radicalmente durante a comemoração do Dia de Ação de Graças quando sua irmã gêmea  Jill (Adam Sandler) resolve fazer uma visita. Jill é grosseirona moradora do Bronx(New YorK). Todos reparam nas semelhanças entre eles  e Jack só quer se livrar da irmã problema.
       Crítica: Adam Sandler não foi feliz com esse filme que se perde na própria história. A tentativa de mostrar sua versatilidade como ator não deu muito certo, não pela qualidade técnica da interpretação de Sandler, mas sim pela construção fraca do roteiro que não conseguiu criar personagens interessantes. Sem um bom roteiro não se faz um bom filme. Nem  o peso da participação de  Al Pacino salva o filme.  A intenção de Sandler interpretar dois personagens, um homem e uma mulher é muito boa. Já funcionou muito bem em outros filmes com grandes atores, mas nem o melhor ator do mundo consegue "tirar leite de pedra" e o ideal seria chamar um roteirista que tem essa habilidade de construção de personagens para evitar esses filmes equivocados.  Katies Holmes ficou muito apagada no filme. O personagem não tem força e parece que só serve de escada para as cenas de Jill e Jack. Adam Sandler é competente no que faz e tem seu público cativo. Não é primeira vez que faz dupla com o diretor Denis Dungam, na verdade é a sétima vez, o que deveria funcionar perfeitamente e como de costume,  tem Rob Scheneider  no elenco. Para quem quiser conferir o filme, um aviso: tem uma cena extra nos créditos finais. 

F   Ficha Técnica:     
   

Título Original: Jack & Jill
Título no Brasil: Cada Um Tem a Gêmea que Merece
Gênero: Comédia
Duração: 1h31m
Ano de Lançamento: 2012
Site Oficial: http://www.jackandjill-movie.com
Estúdio: Broken Road Produtions / Happy Madison Produtions
Distribuidora: Columbia Pictures
Direção: Denios Dungan
Elenco: Adam Sandler, Kate Holmes, Rob Scheneider e David Spader e participação como eles mesmos: Al Pacino, Jonnhy Depp, Shaquile O'Neil e Drew Carey.
Roteiro:Steve Koren, Robert Zmigel e Ben Zoork 
Produção: Todd gardner, Adam Sandler, Jack Giarraputo, Bettina Sofia Viviano.
Música: Rupert Gregson-Williams
Fotografia:Dean Cundey
Direção de Arte: Alan Au e John Collins
Figurino: Ellen Luther
Edição: Tom Costain
Efeitos Especiais: Alterian/ Pixel Liberation Front / Method Studios/ Wildfire Visual Effects







Fi











     

Nenhum comentário:

Postar um comentário