JASON BOURNE

JASON BOURNE

JULIETA

JULIETA

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

ESTREIAS DA SEMANA DE 20 DE AGOSTO DE 2015


Nessa semana chegam mais nove filmes às salas de cinema no Brasil.

Têm dois filmes do Brasil, dois dos Estados Unidos, um da Argentina, dois da França e duas coproduções entre França e Itália, e França e Israel.

O Brasil tem o drama premiado “O Último Cine Drive-In” e a comédia “Linda de Morrer”.

Os Estados Unidos tem a comédia “Entourage”, baseada na série de TV e o suspense de horror “Exorcistas do Vaticano”.

A Argentina tem a comédia “O Mistério da Felicidade”.

A França tem a animação “O Pequeno Príncipe” e o drama “Geronimo”.

Para fechar tem o drama em co-produção entre França e Israel  “O Julgamento de Viviane Amsalem”.

A seguir tem as informações sobre os filmes e as críticas.






O ÚLTIMO CINE DRIVE-IN

Sinopse: O jovem operário Marlombrando precisa levar sua mãe, para fazer um exame em Brasília. Sem ter a quem recorrer, Marlombrando precisará reencontrar seu pai, Almeida, ausente há muitos anos. Dono do último Cine Drive-in de Brasília, Almeida insiste em manter vivo um tipo de cinema que já não atrai mais espectadores.

Crítica por Andrea Cursino: Iberê Carvalho leva para as telas um filme bonito e poético sobre uma família que dedicou sua vida ao Drive-In, cinema a céu aberto onde os carros estacionavam para assistir filmes. O roteiro é bom, mas com alguns problemas. Mesmo assim, não atrapalha o conjunto da obra. Outro ponto positivo é a escolha do elenco. O nome forte é o de Othom Bastos que faz um das melhores atuações em cartaz nos cinemas. Não foi atoa que Othom Bastos ganhou alguns prêmios com esse personagem, como Festival do Rio 2014 e Festival de Gramado 2015. Seus companheiros de elenco não são tão conhecidos como ele, mas fizeram um ótimo trabalho.
A maior beleza desse filme que mostra uma família tenta se segurar em meio a problemas é o carinho, o amor e a amizade colocada de forma natural e você entende que ela está ali mesmo sem demonstrações esfuziantes.
Tecnicamente o filme é bom! Tem uma boa fotografia, montagem e a direção de arte de Maíra Carvalho tão bem cuidada.
Para quem gosta de um filme bem realizado com boa história, ótimas interpretações e uma direção segura e precisa, “O Último Cine Drive-In” é o filme!



Ficha Técnica

Título Original: O Último Cine Drive-In

Título no Brasil: O Último Cine Drive-In

Direção: Iberê Carvalho

Roteiro: Iberê Carvalho, Zepedro Gollo

Elenco: Othon Bastos,Breno Nina, Fernanda Rocha,Rita Assemany, André Deca,  Chico Sant’anna,  Mounir Maasri, Rosanna Viegas, Vinícius Ferreira e  Zé Carlos Machado.

Produção: Carol Barboza, Pablo Peixoto

Fotografia: André Carvalheira

Montador: Iberê Carvalho, J. Procópio

Trilha Sonora: Bruno Berê, Sascha Kratzer e Zepedro Gollo.

Direção de Arte: Maíra Carvalho

Gênero: Drama

Duração: 100 min.

Ano: 2014

País: Brasil

Cor: Colorido

Distribuidora: Vitrine Filmes

Estúdio: Chroma Comunicação / Ligocki Entretenimento / O2 Filmes / Pavirada Filmes


Trailer




LINDA DE MORRER

Sinopse: A cirurgiã plástica Paula aplica em si mesma uma fórmula experimental para eliminar celulites e morre. Com a ajuda de um amigo psicólogo/médium, ela volta à Terra e tenta evitar que a gananciosa sócia coloque o nocivo produto no mercado.

Crítica por Alê Shcolnik: Paula é uma médica que fica famosa, ao descobrir a cura da celulite, chamado de “Milagra”. Porém ao tomar o remédio, morre de um inesperado efeito colateral. Agora, seu espírito fica  preso à Terra para resolver assuntos mal acabados. Para isso ela conta com a ajuda de Alice, sua filha com quem vivia às turras quando era viva, e o psicólogo Dr. Daniel, que tem o dom da mediunidade.
“Linda de morrer”, além de abordar a vaidade feminina,  fala de relações familiares. A diretora Cris D’Amato ainda acrescenta que é um filme contra a ditadura da beleza e o ator Emilio Dantas, o mocinho da trama, continua: “a beleza é um estado de espirito”.

Enquanto no filme mãe e filha vivem as turras, nos bastidores era diferente. A relação entre Glória e Antônia no set de filmagem, foi ótima.  Glória admite ter sido muito coruja, por ter receio de corrigir a filha em cena, para não atrapalhá-la. Antônia ainda acrescentou que atuar com a mãe em cena era algo meio bipolar, levando todos à gargalhadas.

Questionada sobre a sua vaidade, Glória conta, que a sua, é: “o resultado de um trabalho bem feito”.

Com personagens caricatos e histéricos, “Linda de morrer” é um filme raso, a trama é superficial e cheia de clichês, do jeito que o espectador gosta. Com um roteiro fraquíssimo, personagens mal desenvolvidos e com alguns poucos diálogos bem humorados. Já a direção de Arte de Marcos Flaksman e o figurino de Reka Koves são os pontos fortes do filme, tudo muito moderno e contemporâneo.

O filme cumpre bem a sua função: entreter o público. Vai bombar nas bilheterias, sem dúvida, alguma.

As filmagens foram feitas em apenas quatro semanas, por problemas de datas, mas nada que afetasse o humor da equipe. A diretora afirma que foi um filme rápido, breve e definido e acrescenta que  “Linda de morrer” foi rodado com muita alegria e descontração no set.


Ficha Técnica

Título Original: Linda de Morrer

Título no Brasil: Linda de Morrer

Direção: Cris D'amato

Roteiro: Carolina Castro, Marcelo Saback

Elenco: Glória Pires, Antonia Morais, Susana Vieira, Stella Miranda, Ângelo Paes Leme, Emilio Dantas,  Vivianne Pasmanter Pablo Sanábio e Priscila Marinho.

Produção: Iafa Britz

Fotografia: Nonato Estrela

Gênero: Comédia

Ano: 2015

País: Brasil

Cor: Colorido

Distribuidora: Fox Film

Estúdio: Migdal Filmes

Trailer



ENTOURAGE - FAMA E AMIZADE

Sinopse: Vicent Chase é um astro de cinema que viaja com companhias inseparáveis: seu irmão Johnny, seu empresário Eric, o amigo de infância Turtle e seu agente Ari Gold. No meio do badalado mundo de Hollywood, eles vão lidar com as ambições de muitas pessoas.

Crítica por Andrea Cursino: Depois de tantas idas e vindas, enfim sai o filme “Entourage”. No início  ideia era para ser um documentário sobre o dia a dia dos amigos do ator Mark Whalberg. Como a vida pregressa do ator não era das mais louváveis, resolveram transformar em ficção. Da ficção para o cinema acabou se tornando  uma série de TV com uma abordagem mais amena. Focando na vida de celebridades de Hollywood.

O filme é uma brincadeira de “Onde Está Wally” aqui no caso, fique tento e descubra a celebridade da vez. Ou elas interpretam personagens, ou elas mesmas. A lista de celebridades que parecem nesse filme é bem extensa.

O roteiro segue  a mesma linha da série deixando os fãs satisfeitos. A montagem é boa e coloca um bom ritmo de acontecimentos. O elenco principal é bom e entrosado.

Quando acabar o filme, não se levante, porque ainda tem mais filme e vale a pena ficar.


Ficha Técnica

Título Original: Entourage

Título no Brasil: Entourage – Fama e Amizade

Direção: Doug Ellin

Roteiro: Doug Ellin

Elenco: Adrian Grenier, Alice Eve, Armie Hammer, Billy Bob Thornton, Debi Mazar, Emily Ratajkowski, Emmanuelle Chriqui, Haley Joel Osment, Jeremy Piven, Jessica Alba, Liam Neeson, Mark Wahlberg, Rebecca Olejniczak, Ronda Rousey, Shad Moss, Jon Favreau, Pharell Williams.

Produção: Mark Wahlberg, Rob Weiss e Stephen Levinson.

Fotografia: Steven Fierberg

Montador: Jeff Groth

Gênero: Comédia

Ano: 2015

País: Estados Unidos

Cor: Colorido

Distribuidora: Warner Bros.

Estúdio: Closest to the Hole Productions / Home Box Office (HBO) / Leverage Entertainment / RatPac Entertainment / Warner Bros.

Trailer






EXORCISTAS DO VATICANO


Sinopse: Angela Holmes vai parar na emergência do hospital após um corte no dedo. A infecção do ferimento faz com que ela comece a agir de maneira estranha e pessoas ao seu redor começam a se ferir de maneira misteriosa. Um padre é chamado para examinar a moça e descobrir se ela está possuída. As descobertas vão chocar não apenas o padre, mas sim todo o Vaticano.



Crítica: Em Breve.





Ficha Técnica


Título Original: The Vatican Tapes

Título no Brasil: Exorcistas do Vaticano

Direção: Mark Neveldine

Roteiro: Christopher Borrelli

Elenco: Kathleen Robertson, Dougray Scott, Michael Peña, Djimon Hounsou, Michael Paré, Alex Sparrow, Bruno Gunn, Cas Anvar, Daniel Bernhardt, John Patrick Amedori, Noemi Gonzalez, Olivia Taylor Dudley, Peter Andersson, Tehmina Sunny e Mel Fair.

Produção: Chris Cowles, Chris Morgan, Gary Lucchesi, Tom Rosenberg

Fotografia: Gerardo Mateo Madrazo

Montador: Eric Potter

Trilha Sonora: Joseph Bishara

Gênero: Terror

Ano: 2015

País: Estados Unidos

Cor: Colorido

Distribuidora: Diamond Films

Estúdio: H2F Entertainment / Lakeshore Entertainment / Lionsgate


Trailer



O MISTÉRIO DA FELICIDADE

Sinopse: Santiago (Guillermo Francella) e Eugenio (Fabián Arenillas) são companheiros de negócios e melhores amigos há décadas. Eles se entendem sem precisar emitir palavras, preocupam-se e precisam um do outro. Um dia, Eugenio desaparece sem deixar para trás nenhuma pista. Santiago decide procurar o amigo, contando com a ajuda de Laura (Inés Estévez), a esposa de Eugenio.

Crítica: Em Breve.

Ficha Técnica


Título Original: El Misterio de la Felicidad

Título no Brasil: O Mistério da Felicidade

Direção: Daniel Burman

Roteiro: Daniel Burman, Sergio Dubcovsky

Elenco: Guillermo Francella, Fabián Arenillas, Inés Estévez, Claudia Ohana, Alejandro Awada, Jairo Garcia, Alejandro Polledo, Pablo Ini, Ignacio Sánchez Mestre, María Fiorentino,   Ponchy Brusse, Sergio Boris, Silvana Sosto, Michael Milagros e Silvina Escudero.

Produção: Daniel Burman e Walkiria Barbosa.

Fotografia: Daniel Ortega

Montador: Luis Barros

Gênero: Comédia Dramática

Duração: 92 min.

Ano: 2014

País: Argentina / Brasil

Cor: Colorido

Distribuidora: H2O Filmes

Trailer




O PEQUENO PRÍNCIPE



Sinopse: Tributo à obra popular de Antoine de Saint-Exupéry, que foi traduzida em mais de 250 línguas e que já vendeu mais de 145 milhões de cópias em todo o mundo, o filme é centrado na amizade entre um excêntrico velho, O Aviador (Marcos Caruso) e uma garotinha bem crescida que se muda para a casa ao lado com sua Mãe (Priscila Amorim). Através das páginas do livro do Aviador e seus desenhos, a menina (Larissa Manoela) descobre a história de como ele há muito tempo caiu em um deserto e encontrou o Pequeno Príncipe (Mattheus Caliano), um menino enigmático de um planeta distante. As experiências do Aviador e o conto das viagens do Pequeno Príncipe para outros mundos fazem a menina e o Aviador ficarem muito próximos, embarcando juntos em uma aventura memorável.

Crítica por Andrea Cursino: Uma apoteose cinematográfica! É o que define melhor o que Mark Osborne realizou com esse filme. Ele trouxe algo interessante e de uma beleza que encanta aos olhos e a alma. Ao invés de cair no obvio e contar o somente à história do livro, ele seguiu por outro caminho, resolveu trazer o livro para os dias atuais e mostrar como a criança de hoje recebe e entende o livro de Antoine de Saint-Exupéry que encantou gerações. A história, as técnicas de animação, a dublagem foram ingredientes para contagiar os corações e as mentes de crianças de todas as idades a embarcarem nessa aventura imaginária.  

O roteiro é bem trabalhado e mostra como histórias ligam as pessoas gerando um dos vínculos mais fortes: a amizade. É a amizade entre a menina e o velho aviador excêntrico que conheceu o Pequeno Príncipe que nos aproxima mais e prende a atenção durante os 108 minutos.

As técnicas de animação são muito bem feitas. Na diferença entre elas é que entendemos o que é o livro e o que é real. A fotografia é belíssima! A trilha sonora é linda e poética. A dublagem na versão brasileira tem um trabalho primoroso e o ator Marcos Caruso que foi convidado para dublar o aviador mergulhou não só no difícil processo da dublagem como na história ao reler o livro de Saint-Exupéry. O resultado fica claro, sentimos a alma do personagem por conta da dedicação de Marcos Caruso com o personagem. Na versão original, Riley Osborne, o filho de Mark Osborne dubla o pequeno Príncipe. Na versão brasileira toda vez que o personagem ri é a voz de Riley e não do dublador brasileiro.

Esse é um filme memorável daqueles que vale a pena ver e rever.  


Ficha Técnica



Título Original: Le petit prince

Título no Brasil: O Pequeno Príncipe

Direção: Mark Osborne

Roteiro: Irena Brignull

Elenco de dublagem versão americana: Mackenzie Foy, Jeff BridgesRachel McAdams, Riley Osborne, Albert Brooks, James Franco, Bud Cort, Jacquie Barnbrook, Marion Cotillard, Jeffy Branion, Marcel Bridges,  Benicio Del Toro, Paul Giamatti, Paul Rudd e Ricky Gervais.


Elenco de dublagem versão brasileira: Larissa Manoela e Marcos Caruso.

Produção: Alexis Vonarb, Aton Soumache, Dimitri Rassam

Fotografia: Kris Kapp

Montador: Carole Kravetz Aykanian, Matt Landon

Trilha Sonora: Hans Zimmer, Richard Harvey

Gênero: Animação

Duração: 108 min.

Ano: 2015

País: França

Cor: Colorido

Distribuidora: Paris Filmes

Estúdio: On Entertainment / Onyx Films / Orange Studio

Trailer Dublado
Versão Brasileira


Trailer Legendado



GERONIMO


Sinopse: A educadora Geronimo, criada por ciganos, tenta aplacar a crescente rivalidade entre ciganos e turcos no sul da França. A situação fica crítica quando uma jovem de origem turca recusa um casamento arranjado para ficar com um cigano.

Crítica: Em Breve.







Ficha Técnica


Título Original: Geronimo

Título no Brasil: Geronimo

Direção: Tony Gatlif

Roteiro: Tony Gatlif

Elenco: Céline Sallette, Rachid Youcef, David Murgia, Nailia Harzoune, Vincent Heneine, Adrien Ruiz, Aksel Ustun, Sébastien Houbani, Tim Seyfi, Sergi López, Finnegan Oldfield, Pierre Obradovic, Arthur Vandepoel, Alexis Baginama Abusa e Maryne Cayon.

Produção: Delphine Mantoulet

Fotografia: Patrick Ghiringhelli

Montador: Monique Dartonne

Gênero: Drama

Duração: 107 min.

Ano: 2014

País: França

Cor: Colorido

Distribuidora: Imovision

Estúdio: Les Films du Losange

Classificação: 14 anos

Trailer





O JULGAMENTO 
DE VIVIANE AMSALEM

Sinopse: Em Israel, não há casamento civil, nem divórcio. Apenas os rabinos podem legitimar um casamento ou sua dissolução. Mas essa dissolução só é possível com pleno consentimento do marido, que, no final, tem mais poder do que os rabinos. Viviane Amsalem luta há três anos para recuperar sua liberdade e dignidade através do divorcio, mas o marido Eliseu não concorda com essa decisão.


Crítica: Em Breve.

Ficha Técnica


Título Original: Geet – The Trial of Viviane Amsalem
Título no Brasil: O Julgamento de Viviane Amsalem

Direção: Ronit Elkabetz e Shlomi Elkabetz.

Roteiro: Ronit Elkabetz e Shlomi Elkabetz.

Elenco: Ronit Elkabetz, Simon Abkarian, Gabi Amrani, Dalia Beger, Shmil Ben Ari, Rami Danon, Sasson Gabai, Eli Gornstein, Evelin Hagoel, Albert Iluz, Keren Mor, Abraham Celektar, David Ohayon, Menashe Noy e Roberto Pollack.

Produção: Denis Carot, Marie Masmonteil, Sandrine Brauer e Shlomi Elkabetz.

Fotografia: Jeanne Lapoirie

Montador: Joel Alexis

Gênero: Drama

Duração: 115 min.

Ano de produção: 2014

Ano de Lançamento: 2015

País: Alemanha / França / Israel

Cor: Colorido

Distribuidora: Imovision

Estúdio: Elzévir / Riva Films


Trailer





Nenhum comentário:

Postar um comentário